ARACAJU/SE, 27 de maio de 2024 , 2:56:35

logoajn1

MP e SES discutem planejamento para demanda de síndromes gripais na rede hospitalar

 

O aumento da demanda por atendimento a síndromes gripais, comum nesse período do ano, tem sido acompanhado pelo Ministério Público de Sergipe (MPSE). Em audiência realizada pela 9ª Promotoria de Justiça dos Direitos à Saúde foi discutido com a Secretaria de Estado da Saúde (SES) o planejamento para assegurar o fluxo de atendimento na rede hospitalar, evitando superlotação das unidades e falta de assistência à população.

Na reunião, a SES informou que um grupo técnico foi criado para estabelecer o planejamento de toda a rede integrada ao Hospital de Urgências de Sergipe (Huse), Hospital da Criança e unidades do interior, definindo um plano de ação e melhorando a estrutura da rede. Entre as medidas já adotadas, a SES mencionou a expansão de leitos hospitalares, e a criação de canais de atendimento e consulta para a população.

O Hospital da Criança, unidade que sofreu com superlotação neste mesmo período em 2023, está passando por reforma para criação de mais dez leitos de cuidados intensivos, oito leitos de enfermaria e dois leitos de estabilização – totalizando 20 novos espaços na unidade. A SES informou, ainda, que está contratualizando leitos de UTI e cuidados intermediários pediátricos que só serão utilizados, caso necessário.

Como medida paralela, estão sendo criados dois serviços remotos de assistência ao cidadão. De acordo com a Secretaria, ainda durante o mês de abril será implementada a teleconsulta, serviço para que profissionais de saúde das especialidades da pediatria possam agilizar o atendimento de casos gripais e de dengue por meio remoto, evitando o encaminhamento de demandas de menor gravidade para a rede hospitalar. Além disso, a SES fará parceria para disponibilizar um telefone gratuito para que a população possa ser esclarecida sobre o fluxo de atendimento e tenha o encaminhamento adequado para o seu caso.

Na audiência, foi pontuado que os números de atendimentos a casos de síndromes gripais, neste ano, são inferiores aos do mesmo período do ano passado – indicando um cenário de estabilidade. Ainda assim, a Promotora de Justiça Alessandra Pedral reiterou a importância de monitorar a rede, inclusive, com a participação do Município de Aracaju no planejamento, para assegurar a assistência a toda população.

Fonte: Ascom MPSE

Você pode querer ler também