ARACAJU/SE, 26 de fevereiro de 2024 , 21:56:35

logoajn1

OAB apresenta propostas para segurança pública em Sergipe

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Sergipe (OAB/SE), Henri Clay Andrade, entregou ontem (7), ao governador Jackson Barreto (PMDB) um relatório que aponta um déficit de mais de dois mil policiais em Sergipe. Na oportunidade, ele reforçou o pedido de implementação de uma nova política de segurança pública com ênfase na prevenção dos crimes, por meio de uma polícia integrada e comunitária: a Polícia Cidadã.

Jackson Barreto considerou importante a proposta da Polícia Cidadã. “A função do policial não é apenas de reprimir e sim de ser um instrumento de ação em favor da sociedade, buscando colaborar, ajudar nos seus problemas e ser uma espécie de indutor do bem”.

Durante a reunião foram apresentados problemas relacionados a ausência ou ineficiência das políticas de inclusão social e econômica. Um dos pontos foi a deficiência no sistema de ensino nas unidades prisionais, onde 78% dos detentos do são analfabetos ou não concluíram o ensino fundamental.

No entendimento da Ordem, a ausência de cursos profissionalizantes gratuitos e a ociosidade das crianças, sobretudo nas comunidades carentes são fatores que contribuem para o crescimento dos índices de violência.

Para a OAB, a solução passa pelo aumento imediato do efetivo de policiais nas ruas, devidamente equipados; a presença de uma polícia cidadã nas comunidades, especialmente treinada, integrada e de ciclo fechado; e a realização de concurso público para Polícia Militar.

“O Governo deu muita importância a esse encontro e deixou sua agenda aberta para discutir com a OAB todos os pontos. Foi uma reunião muito importante e muito sincera do ponto de vista dos propósitos. Trocamos muitas informações sobre a Segurança Pública, o Sistema Prisional, e eu acho que foi muito benéfica, não apenas porque traz luzes, mas porque deixa a OAB informada das iniciativas do Governo, de tudo que temos feito para melhorar a segurança do estado, de concursos que realizamos da Polícia Civil, da Polícia Militar e a implantação da Perícia”, ressaltou o governador.

Durante o encontro Jackson Barreto informou que em breve mais de 150 policiais militares aprovados no último concurso estarão lotados em seus cargos. Ele anunciou ainda que até o final deste ano realizará concurso para a Polícia Militar.

Segundo Henri Clay o problema da segurança não pode estar apenas adstrito ao repertório tradicional do Direito e das instituições da Justiça. “As mudanças frente à violência estão intrínsecas a uma eficiente execução de políticas públicas de inclusão social, e não somente da repressão ao crime. A inclusão é o início de uma grande caminhada rumo à paz”, afirmou.

*Com informações Ascom OAB/SE

Você pode querer ler também