ARACAJU/SE, 19 de junho de 2024 , 5:21:48

logoajn1

PMA quer a retirada dos feirantes da praça João XXIII

Da redação, AJN1
A Prefeitura de Aracaju, por meio da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), órgão responsável pela organização dos espaços públicos, está analisando a retirada dos feirantes da praça João XXIII, nas proximidades da Rodoviária Velha, no Centro de Aracaju.
A gestão municipal classifica a feira como um “grande problema” para a população e órgãos fiscalizadores, tanto pela irregularidade da ocupação, como por ter se transformado em ponto de negociação de drogas ilícitas. Recentemente, três homicídios ocorreram no local, causando pânico aos comerciantes. O espaço conta com 142 bancas e 119 feirantes, sendo 74 da capital e 45 do interior sergipano.
Com os últimos acontecimentos, a Fecomércio, Coopertalse e da própria Associação de Feirantes, o plano de ação foi ampliado e passa a envolver também a Polícia Militar de Sergipe, Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra), Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) e a Guarda Municipal. As primeiras medidas foram discutidas na manhã desta quinta-feira, 16, na sede da Emsurb, com o diretor Luiz Roberto Dantas e representantes dos respectivos setores.
O presidente da Emsurb, Luiz Roberto Dantas, destacou que existe uma expectativa da população no sentido de que sejam tomadas medidas por parte dos órgãos competentes.
Estratégias de ação
No próximo dia 24, às 9h, as partes se encontrarão mais uma vez na sede da Emsurb. Nesta ocasião, elas apresentarão de forma individual suas estratégias de ação. A SMTT, por exemplo, já anunciou que trabalhará novo planejamento de circulação na área. “Além da organização do espaço público, o tráfego melhorará consideravelmente, beneficiando motoristas, passageiros e pedestres”, ressaltou o diretor de Trânsito, Thiago Alcântara.
Com informações da PMA

Você pode querer ler também