ARACAJU/SE, 18 de maio de 2024 , 4:53:27

logoajn1

População pode contribuir com o tempo resposta do Samu

 

O Samu orienta dar passagem aos veículos precedidos de batedores, de socorro de incêndio e salvamento, de polícia, de operação e fiscalização de trânsito e às ambulâncias, quando em serviço de urgência e devidamente identificados por dispositivos regulamentados de alarme sonoro e iluminação vermelha intermitentes é considerada infração gravíssima  

 

Atendimento pré-hospitalar de qualidade e eficácia no tempo resposta. Essas são as metas do Serviço Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192 Sergipe). Atuando há nove anos no estado, o Samu tem a meta prestar o socorro à população em casos de urgência e emergência.

 

O Samu realiza o atendimento em qualquer lugar: residências, estradas, locais de trabalho, além de vias públicas. Para isso, é realizado o deslocamento de viaturas de Unidade de Suporte Básico (UBS) e de Suporte Avançado (USA).

 

Mas a população deve ser parceria do Samu 192 Sergipe e contribuir para o êxito dos atendimentos. Para isso, algumas condutas simples devem ser adotadas, diariamente, para contribuir com a qualidade dos atendimentos. 

 

O Código de Trânsito Brasileiro, no artigo 189, prevê que deixar de dar passagem aos veículos precedidos de batedores, de socorro de incêndio e salvamento, de polícia, de operação e fiscalização de trânsito e às ambulâncias, quando em serviço de urgência e devidamente identificados por dispositivos regulamentados de alarme sonoro e iluminação vermelha intermitentes é considerada infração gravíssima, com penalidade de multa.

 

O Samu orienta que os condutores das ambulâncias só liguem o alerta sonoro somente quando estiver em operação. Já aos motoristas, destacamos a importância abrirem  espaço nas vias públicas para que a ambulância possa passar, ou até mesmo, dar a  quando preferência. quando a ambulância estiver com o sinalizador ligado. Essas medidas, além de assegurar a vida do paciente que terá um tempo/resposta mais ágil também é um ato de cidadania, orienta a superintendente do Samu 192/Sergipe Conceição Mendonça.

 

Não passar trotes 

 

De acordo com estudos estatísticos realizados pelo Samu, a emissão de chamadas falsas para o ramal 192 registrou queda de 15% nos últimos quatro meses. Campanhas educativas, a exemplo do projeto ´Sou Amigo do Samu – Não Passo Trote´, têm contribuído para disseminar a mensagem passada pela instituição e melhorar a oferta do serviço. Porém, mesmo com todas as campanhas realizadas o número de trotes ainda continua alto.

 

Os trotes geram o desgaste das equipes de intervenção e reguladoras. É um caso que ainda preocupa porque uma saída de uma viatura para atender um caso inexistente gera um gasto desnecessário de recursos públicos destinados ao salvamento de vidas. Além disso, as chamadas falsas comprometem o tempo resposta o que pode contribuir para o agravamento do quadro clínico do paciente ou até ocasionar um óbito, revela Conceição Mendonça.

 

Entenda o Funcionamento do Samu

 

O Samu 192 Sergipe recebe, em média, 480 chamadas por dia. A solicitação é feita de forma gratuita pelo telefone 192. A ligação é atendida por técnicos na auxiliar de regulação médica/rádio operador (TARM/RO) na Central de Regulação do Estado, que são responsáveis por identificar a emergência e, imediatamente, transferem o telefonema para o médico regulador que avalia a gravidade do caso.

 

Para os casos de menor gravidade, o médico regulador desloca uma UBS com auxiliar de enfermagem e socorrista para o atendimento no local. Já nos casos mais graves, as USAs também conhecida com UTIs movéis são designadas para o atendimento com médico e enfermeiro, explica Conceição Mendonça.

 

Nos casos de agravos agudos, como parada cardiorrespiratória, em que os primeiros momentos são cruciais para o paciente, por isso, o Samu 192 Sergipe também dispõe de motolâncias. Os veículos de duas rodas são mais ágil, passa por lugares difíceis e que conseguem diminuir o tempo/resposta entre a abertura da chamada e o primeiro atendimento pré-hospitalar ofertado ao paciente,finaliza, a superintendente do Samu 192 Sergipe, Conceição Mendonça.

 

De qualidade

 

No mês de setembro foi divulgada uma pesquisa validada pelo Mistério da Saúde (MS) na revista Emergência, de circulação nacional,  que apontou  o estado de Sergipe nos primeiros lugares do ranking  dos Samus de todo o Brasil no quesito resolutividade. Já nos critérios Atuação Profissional, Recursos Materiais  e Estrutura e Recursos Humanos, o Samu Sergipe aparece na primeira colocação.

 

Fonte: ASN

Você pode querer ler também