ARACAJU/SE, 23 de maio de 2024 , 8:22:52

logoajn1

Prefeitura negocia com empresa Torre o retorno da coleta seletiva de lixo

AJN1

 

A empresa Torre, que realiza a coleta seletiva de lixo domiciliar em Aracaju, continua com os serviços suspensos até que a Prefeitura de Aracaju, por meio da Empresa Municipal de Obras e Serviços (Emsurb), faça o pagamento do parcelamento da dívida com a empresa, que pode chegar a R$20 milhões.

Segundo a assessora de comunicação da Emsurb, Shis Vitória, Todas as medidas já estão sendo tomadas no intuito da solução do problema.

“O presidente da Emsurb pediu um prazo a Torre e, mesmo assim, a empresa decidiu suspender a coleta. A dívida que o Município tem com a Torre é referente aos anos de 2013 e 2014 e foi feito um parcelamento para até 2016 e o Município já pagou várias parcelas. No entanto, a empresa tomou a decisão de parar a coleta, mas a Prefeitura está negociando com a Torre para que as atividades sejam retomadas o mais rápido possível. A cidade não pode ficar sem a coleta de lixo. E a previsão é de que o pagamento seja feito ainda nesta quinta-feira”, explica Vitória.

Outros serviços estão sendo mantidos como mutirão de limpeza no Lamarão, manutenção das Av. Heraclito Rollemberg, Rio de Janeiro e Melício Machado. Ações de paisagismo na praça Durval Andrade, praças do Conj Castelo Branco e praças do Mar Azul. Limpeza de canais no JK, canal da Rua Salatiel no bairro S. Dumont e canais do bairro 17 de Março.

 

Acúmulo

 

Pelas ruas de Aracaju, bairros inteiros estão com os lixos nas portas das casas. A população está apreensiva. Segundo Damião, que mora no bairro Palestina, zona Norte da capital, as sacolas de lixo acumuladas nas calçadas já estão cheirando mal e os cachorros, durante a madrugada, estão rasgando e espalhando os detritos nas ruas, ajudando a piorar a situação. "É lamentável. Está uma sujeira danada. Pedimos o retorno dos serviços". 

Torre

A equipe de reportagem da AJN1 ligou para a Torre, mas não conseguiu falar com ninguém. 

 

Foto: Lindivaldo Ribeiro/CS

 

 

 

Você pode querer ler também