ARACAJU/SE, 18 de junho de 2024 , 3:49:46

logoajn1

Reajuste da conta de água para 2018 é discutido entre Deso e Agrese

 

Na manhã desta quarta-feira (20), representantes da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Sergipe (Agrese) recebeu os diretores executivos da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) com o objetivo de discutir as planilhas e balancetes para o reajuste tarifário de água e esgoto e dos serviços prestados pela Companhia, a ser praticado em 2018.

O reajuste será avaliado a partir de dados como o índice inflacionário; a análise do faturamento; perspectivas de inadimplência tarifária; análise das receitas e despesas; disponibilidade financeira; despesas com pessoal, energia elétrica, serviços de terceiros e materiais, e, principalmente, um plano com cronograma de redução de perdas, sejam estas físicas ou aparentes, dentre outros, como explica o diretor-presidente da Agrese, Luiz Hamilton Santana de Oliveira.

“Os índices percentuais serão estudados e calculados, após terem sido analisados pelo Conselho Superior. Sendo assim, serão apresentados os resultados da análise e fixado o novo índice do reajuste tarifário”, detalhou Luiz Hamilton, ao salientar que o poder regulatório da Agrese é exercido com a finalidade última de promover e zelar pela eficiência econômica e técnica dos serviços públicos.

Uma nota técnica será emitida em breve solicitando dados referentes ao relatório de perdas, depreciação, bem como dados sobre os investimentos previstos para o ano de 2018.

Comparativo

Ano passado, o reajuste foi de 9,93% e entrou em vigor em março deste ano. Nos estados do Ceará e Paraíba, por exemplo, as tarifas de água e esgoto foram reajustadas em 12,9% e 12,39%, respectivamente. No Rio Grande do Norte, o reajuste foi de 9,46%, e na Bahia, 8,8%.

 

Você pode querer ler também