ARACAJU/SE, 3 de março de 2024 , 19:10:45

logoajn1

Recordista mundial da maratona morre aos 24 anos

 

Morreu neste domingo (11), aos 24 anos, o queniano Kelvin Kiptum, recordista mundial da maratona, em um acidente de carro em Kaptagat, no Quênia. Seu técnico, o ruandês Gervais Hakizimana, também estava no carro e foi mais uma vítima fatal.

Kelvin Kiptum bateu o recorde mundial da maratona em outubro de 2023, em Chicago, com o tempo de 2h00min35s. Ele abaixou em mais de 30 segundos a marca anterior, registrada pelo compatriota Eliud Kipchoge.

A estreia oficial de Kiptum nas maratonas foi em Valencia, na Espanha, em 2022. Na ocasião, ele completou a prova em 2h01min53s, a 45 segundos do recorde mundial, e se tornou apenas o terceiro ser humano a correr os 42km abaixo de 2h02min.

Trajetória

Kelvin Kiptum nasceu em Chepsamo, em Chepkorio, no Quênia, no dia 2 de dezembro de 1999. Começou a correr as 13 anos, quando participou de sua primeira meia maratona, a de Eldoret, terminando na 10ª posição. Mais tarde, aos 18, venceu a corrida.

Sua estreia internacional aconteceu em 2019, quando fez 59min54s na Meia Maratona de Lisboa, terminando em quinto lugar. Ainda em disputas de meia maratona, Kiptum conseguiu reduzir seu tempo na edição de Valência em 2020, terminando a prova em 58min42s. Entre 2019 e 2021, correu seis meias maratonas abaixo dos 60 minutos.

Sua estreia em maratonas aconteceu em Valência, em 2022. Logo de primeira, concluiu o percurso em incríveis 2h01min53s, tornando-se o estreante mais rápido da história, e garantindo o terceiro melhor tempo do mundo.

Na Maratona de Londres em abril de 2023, Kiptum repetiu a estratégia de Valência, correndo com o grupo até a marca de 30km e, a partir daí, acelerando o ritmo. Com isso, reduziu seu tempo para 2h01min25s, ficando a apenas 16 segundos do recorde mundial.

Na terceira maratona da carreira, fez história. Na Maratona de Chicado de 2023, estabeleceu o novo recorde mundial em 2h00min35s, 34 segundos abaixo da antiga marca do compatriota Eliud Kipchoge.

Em 2024, Kelvin Kiptum pretendia fazer o inimaginável: completar uma maratona em menos de duas horas. Em entrevista recente ao jornal “Gazzetta dello Sport”, Kiptum disse que treinava para bater a marca que revolucionaria o atletismo já agora, em abril de 2024, na Maratona de Roterdã, nos Países Baixos.

Fonte: CNN Brasil

Você pode querer ler também