ARACAJU/SE, 23 de fevereiro de 2024 , 0:24:00

logoajn1

‘Rust’ teve acidente anterior com arma e parte da equipe de câmeras se demitiu horas antes de morte, diz site

Horas antes tiro disparado por Alec Baldwin que que matou a diretora de fotografia Halyna Hutchins no set do filme “Rust” sete pessoas se demitiram da equipe de câmeras com reclamações sobre condições de trabalho e de segurança, disse o site Deadline.

O jornal “Los Angeles Times” e a revista “Variety” também publicaram relatos de reclamações e incidentes anteriores na produção. Além de ator, Alec Baldwin é um dos produtores de “Rust”.

De acordo com o Deadline, os funcionários relataram ao menos um acidente anterior com as armas usadas na filmagem.

“Uma arma teve dois disparos acidentais em uma cabine fechada. Foram dois estouros altos – uma pessoa estava só segurando nas mãos e disparou”, disse uma fonte ao Deadline. O site não diz se este acidente anterior deixou alguém ferido.

O site diz ter ouvido relatos de diversas fontes na produção de “Rust”. As pessoas que se demitiram haviam levado equipamentos pessoais e saído do local de filmagem seis horas antes do acidente com várias reclamações, diz o “Los Angeles Times”.

Segundo a “Variety”, os funcionários, todos sindicalizados, também reclamavam da falta de protocolo contra a Covid e de a produção ter deixado a equipe em hotéis mais baratos que ficavam uma hora de carro do set.

A revista diz que os produtores chamaram os seguranças para retirá-los do local após a demissão e os substituíram por trabalhadores de fora do sindicato. Seis horas depois, quando ocorreu o acidente, só a diretora de fotografia e outro operador restavam na equipe original de câmera.

Segundo uma fonte do “Los Angeles Times”, Halyna Hutchins era uma das pessoas que brigava por melhores condições de trabalho para a equipe.

A Rust Produções enviou o seguinte comunicado ao Deadline:

“A segurança do nosso elenco e equipe é a maior prioridade da Rust Produções e todos associados com a empresa. Embora não estivéssemos cientes de nenhuma reclamação oficial sobre a segurança de armas e objetos cenográficos no set, vamos realizar uma revisão interna de nossos procedimentos enquanto a produção estiver interrompida. Nós vamos continuar a cooperar com as autoridades de Santa Fe na investigação e oferecer serviços de apoio à saúde mental ao elenco e à equipe neste tempo trágico”.

Ator colabora com investigação

 

O ator disse que a morte foi “um trágico acidente”. “Estou cooperando totalmente com a investigação policial para resolver como essa tragédia ocorreu”, escreveu no Twitter.

Hutchins chegou a ser levada de helicóptero ao hospital da Universidade do Novo México, mas não resistiu aos ferimentos.

“Não há palavras para expressar meu choque e tristeza em relação ao trágico acidente que tirou a vida de Halyna Hutchins, esposa, mãe e nossa colega profundamente admirada”, comentou Baldwin.

Souza foi levado de ambulância ao centro médico Regional Christus St. Vincent. Segundo o site especializado Deadline, ele foi atingido no ombro.

Horas depois, a atriz Frances Fischer afirmou em uma rede social que o diretor já recebeu alta.

Questionado sobre a informação, o porta-voz do centro médico, Arturo Delgado, disse que não estava autorizado a divulgar informações sobre os pacientes.

Baldwin depõe e chora

 

Um porta-voz de Baldwin disse que a morte foi um acidente. Baldwin depôs e foi liberado, segundo o site Deadline. Uma foto do jornal local “Santa Fe New Mexican” mostra o ator chorando enquanto falava ao telefone do lado de fora da delegacia.

Do G1. 

Você pode querer ler também