MONITOR DE SECAS - 19/05/2020 - 13:15

Sergipe tem diminuição expressiva na severidade da seca no mês de abril



Da redação, Joangelo Custódio

Em abril, o território de Sergipe apresentou uma diminuição expressiva na severidade da seca devido a regularidade das precipitações pluviométricas. A análise é do ‘Monitor de Secas’, instrumento de acompanhamento regular e periódico da situação da seca no Nordeste, coordenado pela Agência Nacional de Águas (ANA).

De acordo com o relatório, no mês passado, predominou “anomalia positiva de precipitação em praticamente todo o estado, com exceção de algumas áreas localizadas em regiões do Sertão sergipano, Leste e Agreste Central, onde os totais acumulados ficaram abaixo da média histórica”.

Conforme a análise, as anomalias de precipitação trimestral, semestral, anual, bienal, bem como os formulários de observadores e os indicadores de curto e longo prazo, favoreceram a uma redução da área com Seca Moderada (sinalizada na cor marrom do mapa) no Noroeste, e da Fraca (na cor amarela) – com consequente surgimento de uma área Sem Seca Relativa (na cor branca) na região Sul.

Por causa das precipitações abaixo da média, em parte do Agreste e Leste persiste uma faixa de Seca Moderada, que se estende até o Baixo São Francisco, mais precisamente na região de Neópolis, até a porção Oeste. Os impactos observados continuam de curto prazo no Litoral Norte, e de longo prazo nas demais áreas.

Decretos de calamidade

Embora a análise da ANA aponte para uma situação “confortável” no nível de estiagem no estado no último mês, o governo do Estado, a pedido de prefeituras, decretou situação de emergência nos municípios de Poço Redondo, Carira, Nossa Senhora da Glória, Porto da Folha, Tobias Barreto, Canindé de São Francisco, Nossa Senhora Aparecida, Ribeirópolis, Poço Verde, Frei Paulo, Monte Alegre, Gararu, Pinhão, afetando um total de 2.298.711 pessoas.

Maio chuvoso

Segundo o Departamento de Meteorologista da Superintendência Especial dos Recursos Hídricos e Meio Ambiente (Serhm), haverá um aumento significativo de chuvas em todos os territórios de Sergipe nesta segunda quinzena de maio, o que deve diminuir ainda mais a severidade da seca devido à regularidade das precipitações.