Sergipe perde João Alves Filho, um grande homem público, que muito contribuiu para o desenvolvimento do estado. Saiba mais

Servente de pedreiro é condenado por estupro e assassinato de mulher

 

Da redação, AJN1

Acusado de estuprar e matar a dona de casa Silvânia Marcelino da Silva, o servente de pedreiro Genisson da Conceição Silva foi julgado e condenado a 30 anos de reclusão em regime fechado. O julgamento aconteceu nesta quarta-feira (10) no fórum Gumersindo Bessa, em Aracaju, e foi presidido pela juíza da 5ª Vara Criminal, Olga Silva Barreto. Na acusação atuaram os promotores Deijaniro Jonas Filho e Rogério Ferreira, enquanto a defesa ficou por conta do defensor público Herick Victor Dantas de Argolo.

O crime chocou a comunidade aracajuana, ocorreu no dia 17 de outubro de 2015, na residência da vítima, no bairro Jardim Centenário, na zona oeste de Aracaju.quando Silvânia estava na companhia da filha de três meses de vida. De acordo com o que foi apurado, o acusado trabalhava com o companheiro da vítima, Elison Santos.

Na noite do dia 16 de outubro, Genisso foi até a residência do casal, onde teria intermediado a venda de um aparelho de som por R$ 500. Além disso, ele e o companheiro de Silvânia teriam bebido e consumido drogas no local por várias horas. No dia seguinte, o acusado esperou Elison sair para trabalhar e invadiu a casa. Silvânia teria reagido e travado luta corporal com Genisson, mas acabou estuprada e morta a golpes de arma branca.

Ao chegar no trabalho e não encontrar o servente de pedreiro, Elison retornou para casa e observou, através de uma janela, Genisson ensanguentado, com uma faca na boca e outra nas mãos, enquanto se vestia. O companheiro da vítima chegou a acionar a polícia, mas Genisson conseguiu fugir. O acusado foi preso dias depois do crime no loteamento Piabeta, em Nossa Senhora do Socorro e confessou ter matado a mulher.

Após 11 horas de julgamento, o servente de pedreiro foi condenado a 21 anos de reclusão pelo homicídio duplamente qualificado e nove anos pelo crime de estupro.