ARACAJU/SE, 24 de abril de 2024 , 18:45:45

logoajn1

Servidores da saúde de Aracaju farão ato na sede da PMA hoje

Sindicatos de trabalhadores da área da saúde realizam um ato público em frente à Prefeitura de Aracaju na manhã desta terça-feira (31), a partir das 7h da manhã. Os trabalhadores afirmam que a administração municipal não se manifesta sobre a Campanha Salarial 2016.

 

Em cumprimento à legislação vigente, os trabalhadores anunciam greve geral por tempo indeterminado a partir da próxima quarta-feira, dia 1º de junho, caso a Prefeitura não anuncie uma proposta de reajuste salarial para repor as perdas inflacionárias.

 

Filiado à Central Única de Trabalhadores (CUT/SE), o Sindicato dos Trabalhadores de Psicologia (SINPSI) vai participar da paralisação e construção da greve. Presidente do SINPSI, Heitor Freitas também aborda outras pautas da categoria.

 

“Estamos há meses recebendo salários fora do prazo e queremos negociar esta regularização. Já foi acordado há um mês que não haveria mais atrasos no pagamento do nosso salário. No entanto, o atraso continua. Estamos com uma pauta ativa na mesa de negociação com a Prefeitura para a equiparação salarial entre profissionais da saúde, pois há uma disparidade salarial muito grande. Se até amanhã a Prefeitura não conceder nosso índice, vamos à greve”, disse Heitor.

 

Membro do Conselho Estadual de Saúde, Heitor Freitas garantiu que nesta terça-feira, o reajuste, a disparidade salarial e o cumprimento à Mesa de Negociação serão tratados em reunião do Conselho.

 

Dirigente do Sindicato de Nutricionistas de Sergipe (Sindinutrise), Graziella Andrade também confirma presença, a dirigente Graziella Andrade confirma que o sindicato defende outras pautas, mas neste momento pretende focar no reajuste salarial e reposição de perdas inflacionárias.

 

Com informações da assessoria.

Você pode querer ler também