ARACAJU/SE, 21 de maio de 2024 , 19:27:18

logoajn1

Servidores da UFS aceitam proposta de 21% do governo Federal, mas greve continua

Os Trabalhadores Técnico-administrativos em Educação (TAEs) da Universidade Federal de Sergipe (UFS), seguindo a orientação emitida pela Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-Administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil (Fasubra), aprovaram a proposta do Governo Federal de reajuste de 21% em quatro anos.

A greve, no entanto, continua até que se encerre a negociação nacional e seja definida uma saída unificada pelos sindicatos que compõem a Fasubra.

Segundo Lucas Gama, presidente do Sintufs, o Governo Federal havia sido bem claro no início da greve que não daria reajuste nenhum.

“Pressionamos e conseguimos uma proposta de 21% em quatro anos que, mesmo sendo ruim e engessando a categoria, já os fez voltar atrás e ceder diante da nossa mobilização. Continuamos pressionando e uma nova proposta já prevê alguns poucos avanços em relação à anterior. Então, num cenário em que várias categorias estão saindo sem reajuste nenhum. Há, sim, o que considerar positivo em nossa mobilização, que no contexto do ajuste fiscal, significa perdas menores e a possibilidade de reorganizar a luta para conquistas efetivas com um quadro de ativistas renovado", destaca.

Você pode querer ler também