Servidores da UFS param por 24h em protesto a privatização das universidades

Os servidores da Universidade Federal de Sergipe (UFS) paralisaram as atividades por 24 horas nesta quarta-feira (24). A ação aconteceu em todas as universidades públicas do país em protesto a privatização dos Hospitais Universitários (HU’s) e contra adesão a Fundação da Previdência Complementar do Servidor Público Federal (FUNPRESP) que privatiza a aposentadoria dos servidores públicos e representa perdas expressivas para o servidor.

 

De acordo com o representante dos servidores, Vando Kleber, a categoria é totalmente contrária ao convênio da UFS com a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH). “Somos contra porque inferioriza a relação de trabalho e agora o Tribunal de Contas da União (TCU) recomendou a EBSERH a cessão dos servidores do Regime Jurídico Único (RJU), que são os servidores efetivos, para não haver conflitos entre os celetistas e os RJU. Somos contra essa recomendação”, afirma.