ARACAJU/SE, 22 de julho de 2024 , 14:49:33

logoajn1

SES afirma que não houve elevação do número de infecções pela bactéria KPC

10/06/2015

17h22

Por Joângelo Custódio

 

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nota nesta quarta-feira (10), informando que a direção do Hospital João Alves Filho está se debruçando para monitorar e identificar a bactéria multirresistente, denominada Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase (KPC), nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) adulto.

 

Segundo a nota, os resultados de hoje da microbiologia resultaram em zero casos de infectados e 3 casos de colonizados (estão com a bactéria, mas sem infecção confirmada). Não houve elevação do número de infecções pela KPC. Cinco pacientes tiveram resultados negativos.
 

Assim, do total de 54 pacientes das UTI-1 e UTI-2, 48% (26 pacientes) já têm exame negativo confirmado. Aqueles com cultura positiva para KPC são 27,7% (15 pacientes), e os restantes 24% de exames não finalizados serão concluídos até amanhã (11).
 

Os resultados de hoje mostram que os procedimentos estão sendo bem sucedidos nas medidas de prevenção e controle implementadas. “Permanecemos trabalhando intensamente para liberar as UTIs o mais rápido possível para novas internações nos próximos dias, uma delas possivelmente amanhã”, diz a infectologista e Chefe do Núcleo de Epidemiologia, Controle de Infecção e Segurança do Paciente, Iza Lobo.
 

Para Iza, a segurança dos pacientes está sendo buscada incessantemente por toda uma equipe dedicada. “Salientamos que bactérias multirresistentes não são ameaças para pessoas saudáveis, sejam profissionais de saúde, familiares ou acompanhantes de pacientes portadores”, reforça.

 

 

Você pode querer ler também