ARACAJU/SE, 19 de junho de 2024 , 3:47:02

logoajn1

Sindicalistas prometem parar Sergipe durante Greve Geral

 

Da redação, AJN1

Centrais sindicais e movimentos sociais prometem parar o estado e principalmente a capital nesta terça-feira (5), durante a Greve Geral. A informação é que a partir da meia noite não haverá transporte coletivo, haverá mobilização desde o início da manhã para o fechamento do comércio e as agências bancárias não irão funcionar em todo o estado. Além disso, está previsto o fechamento de trechos das rodovias federais e estaduais. A Greve Geral tem como objetivo barrar a votação e aprovação da Reforma da Previdência, prevista para entrar na pauta da Câmara Federal nos próximos dias.

“Os bancos públicos e privados estarão fechados. Os rodoviários irão paralisar. A partir das 7 horas vamos nos concentrar na praça General Valadão para recepcionar os comerciários que chegarem para trabalhar”, explicou o presidente da Central Única dos Trabalhadores em Sergipe (CUT/SE), professor Rubens Marques. No que se refere a ameaça de possíveis atos de vandalismo contra o transporte coletivo, o sindicalista ressaltou que não há nenhuma orientação da CUT ou de outras Centrais nesse sentido. “A questão é de convencimento e não de destruir para criar mais problemas para o trabalhador”.

Rubens Marques lembrou que a Reforma da Previdência não vai mexer apenas na vida do trabalhador, mas também vai afetar a economia de milhares de municípios brasileiros, que dependem da renda do aposentado para movimentar o seu comércio. “Dificultando a aposentadoria vai impactar futuramente na economia dos municípios. Um dia de greve não vai quebrar o país, mas a reforma pode”, alertou o sindicalista.

De acordo com o presidente da CUT/SE haverá bloqueios nas rodovias estaduais e federais, mas os trechos estarão sendo definidos nesta segunda-feira. Além disso, os principais acessos a capital serão fechados logo no início da manhã desta terça-feira. No que se refere aos shoppings, Rubens Marques disse que não foi organizada nenhuma mobilização nestes locais pelo comando de greve. “Aconselhamos a quem tem alguma conta a vencer amanhã, que antecipe o pagamento, pois os bancos estarão fechados”, alertou Rubens Marques.

Você pode querer ler também