ARACAJU/SE, 18 de julho de 2024 , 12:02:50

logoajn1

Sindicato dos taxistas acionará justiça se aplicativo similar ao Uber for lançado

Da redação, AJN1

 

O Sindicato dos Trabalhadores em Táxis de Sergipe (Sintaxe) informou na manhã de hoje (12) que acionará a Justiça caso o T81 – aplicativo de transporte privado de passageiros similar ao “Uber”, seja implantando em Aracaju no próximo dia 20. A categoria é contrária ao funcionamento da tecnologia, alegando concorrência desleal.

 

O aplicativo oferecerá serviços de mototáxis e táxis e já é utilizado em outras cidades do país. Para o vice-presidente do Sintaxe, Jeferson Pereira, além de ser proibido por lei, o aplicativo levará os taxistas de Aracaju à falência.

 

“Todos sabem que existe uma lei Municipal, de n° 4738, do ano 2015, que proíbe o uso de carros particulares cadastrados em aplicativos para o transporte remunerado individual de pessoas na capital. Dessa forma, aplicativo T81 não pode ser implantando aqui. É irregular e desigual. Caso ele realmente passe a funcionar na capital, vamos acionar a justiça”, destacou, ao afirmar que a categoria não tem como concorrer com o app. “Os 2.080 taxistas irão à falência”.

 

Ainda segundo Jeferson, o assunto já foi amplamente discutido com a secretária Municipal da Defesa Social e Cidadania, Georlize Teles, e ela prometeu que a Prefeitura de Aracaju não permitirá que o aplicativo seja implantado na capital.

 

Aplicativo

 

O T81, app criado por uma empresa recifense, esquenta a disputa no transporte de passageiros on-line. Ela é 60% mais barato do que uma corrida de táxi tradicional. Além de oferecer o serviço de carros, um dos diferenciais da ferramenta é a possibilidade de contratar motos. São quatro categorias de veículos na plataforma: carro popular, executivo, mototáxi ou moto-delivery.

Você pode querer ler também