ARACAJU/SE, 22 de maio de 2024 , 11:15:30

logoajn1

Sindjus fará segundo ‘buzinaço’ contra altos cargos comissionados e auxílio moradia a juiz

O auxílio moradia concedido a juízes e os altos Cargos Comissionados (CCs) no judiciário sergipano são os principais motivos para o segundo buzinado do Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Sergipano (Sindijus), que acontecerá neste domingo, dia 15 de novembro, a partir das 9h da manhã, na Avenida Beira Mar, nas proximidades do Restaurante O Miguel.

 

Segundo o presidente do Sindjus, Plínio Pugliesi, o poder judiciário sergipano gasta mais de R$35 milhões em Cargos Comissionados (CC) e mais de R$8 milhões em auxílio moradia para juízes por ano. “Alguns cargos chegam a R$17 mil. Além disso, é concedido um auxílio moradia aos juízes no valor de R$4.377,00 mensais, sem nenhum critério”, revelou.

 

Este é o segundo buzinaço que acontece este ano. Pugliesi explicou que o buzinaço é uma atividade que o sindicato tem feito, nas ruas de Aracaju, para saber qual o sentimento da população em relação a tais despesas do judiciário. “É visto que a reprovação da população quanto a esses abusos é de 100%. Isso é perceptível porque os motoristas respondem buzinando. Eles são contrários a esse tipo de prática com o dinheiro público”, declarou o sindicalista.

 

Simbologia

 

Segundo o presidente do Sindjus, a escolha do dia 15 de novembro não foi aleatória. ‘É o Dia da Proclamação da República. A manifestação nesse dia traz um debate à tona: Até que ponto a nossa república e a democracia está de fato consolidada? Porque no judiciário a gente percebe que, passados 126 anos da proclamação da república, a população não consegue ter um controle mínimo sobre esse poder. É tanto que os ministros dos tribunais superiores não são escolhidos pela população até hoje. O judiciário é um poder, mas, ao contrário do legislativo e o executivo, não é a população que escolhe quem está à frente dele”, finalizou.

 

Você pode querer ler também