ARACAJU/SE, 18 de junho de 2024 , 2:53:01

logoajn1

Sintese quer imediata apuração do assassinato de professora

 

O Sindicato dos Professores do Estado de Sergipe (Sintese) quer a imediação apuração do assassinato da professora Ivânia  Santana Souza Oliveira, de 45 anos, ocorrido na noite de ontem (12), no estacionamento de uma escola no município de Campo do Brito, na região Agreste do Estado.

Segundo o Sintese, Campo do Brito é um município que tem um índice de violência altíssimo, e as escolas viraram alvo dos marginais. Além disso, a categoria culpa o Governo pela falta de segurança. “Exigimos a imediata apuração do crime. Hoje, todos podem entrar nas escolas e fazer qualquer tipo de crime. Estão encorajando os bandidos a executar professores. Enquanto isso, temos um governo paralisado, que abandonou a sociedade à própria sorte”.

A categoria exige ainda que o governo ponha policiamento nas unidades de ensino. “Exigimos um novo olhar para as escolas, com segurança no seu entorno e debate exaustivo do papel fundamental que a escola tem para a sociedade. Ivânia pode ter sido vítima do feminicídio ou latrocínio, mas o que se sabe ao certo é que Ivânia foi vítima da crueldade que campeia a sociedade, da ausência de políticas públicas sérias de segurança, de gestores cada vez mais incompetentes, e nesse cenário, o professor, a professora, a mulher, se tornaram vítimas fáceis”.

 

Você pode querer ler também