ARACAJU/SE, 25 de junho de 2024 , 3:18:58

logoajn1

SMTT continua multando condutor que passar por faixas exclusivas

Da redação, AJN1

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) confirmou que foi notificada pelo juiz Marcos de Oliveira Pinto, da 12ª Vara Cível, o qual determina, a pedido do Ministério Público Estadual (MPE), a retirada das placas de identificação das faixas exclusivas a ônibus, implantadas na gestão do ex-prefeito João Alves como corredores do BRT (Bus Rapid Transit).

Em nota, a Superintendência frisou que entrará com recurso contra a sentença e, até a conclusão do processo, a fiscalização continuará.

“A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) confirma que foi notificada pela Justiça para que retire as faixas exclusivas para o transporte público existentes em Aracaju. O órgão recorrerá da decisão e esclarece que, enquanto o processo não for finalizado, a dinâmica de circulação de veículos nas faixas continua a mesma: permitidas aos sábados, domingos, feriados durante todo o dia; e das 20h às 6h em dias úteis. O condutor que não respeitar estes horários está sujeito à multa de R$ 88,38 e três pontos na carteira”, diz a SMTT.

Ainda segundo a nota, as faixas exclusivas reduziram o tempo de viagem dos veículos de transporte público e têm boa receptividade entre os usuários do serviço. “A SMTT estuda como otimizar este recurso nas áreas onde elas já existem e aplicá-lo em outras vias da cidade”.

Setransp

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp) destaca que a retirada das placas de identificação das faixas exclusivas descaracteriza a evolução em mobilidade urbana que Aracaju conquistou com a implantação de uma via prioritária para o transporte coletivo.

“Sem as placas de identificação, os veículos particulares estarão à vontade para circular nas vias destinadas aos ônibus, que tanto beneficiaram o deslocamento dos passageiros em suas rotinas diárias.”

Você pode querer ler também