ARACAJU/SE, 19 de maio de 2024 , 1:45:17

logoajn1

Taxistas realizam carreata e pedem fiscalização contra os clandestinos

Taxistas regularizados fizeram na manhã desta quarta-feira (19), uma carreata pelas ruas de Aracaju com o objetivo de pedir a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) intensificação na fiscalização contra o transporte clandestino, os chamados táxis de placas cinza que fazem transporte de passageiros de forma ilegal.

“O objetivo é mostrar à população que os 2.080 táxis regulares estão aptos e prontos para atender a todos. A SMTT deve intensificar a fiscalização contra taxista clandestino, tendo em vista que eles prejudicam 65% da nossa renda. O fato é que, quem não é regularizado, não está autorizado a transportar passageiros. A Prefeitura tem que combater a irregularidade”, disse Gerson Pereira, vice-presidente do Sindicato dos Taxistas de Sergipe (Sintax/SE).

Gerson ainda reforçou sua queixa ao revelar que há pontos estratégicos onde os clandestinos garimpam passageiros. “Há clandestinos em todas as partes da cidade, como nos shoppings da capital, rodoviárias e no comércio”.

 

Reunião 

Após carreata, que percorreu as avenidas Desembargador Maynard, Coelho Campos e Hermes Fontes, os taxistas dirigiram-se até a sede da SMTT para participar de uma reunião com a presença da promotora do Ministério Público Estadual (MPE), Euza Missano, da secretária Municipal de Defesa Social e Cidadania, Georlize Teles, e diretores da SMTT, objetivando intensificar a fiscalização contra os clandestinos. 

 

Euza Missano revelou que os condutores podem responder criminalmente. “Existe um crime tipificado em lei que diz respeito ao atentado ao serviço de utilidade e relevância pública, além do exercício ilegal da profissão, já que é uma atividade regulamentada. Os clandestinos podem responder individualmente a sanções administrativas e a esse tipo de procedimento. A legislação do município de Aracaju não permite a entrada de novos taxis no sistema”.

 

A secretária Municipal de Defesa Social e Cidadania, Georlize Teles, disse que a SMTT vai continuar de olho e que nã pode fazer nada pelos clandestinos. "A SMTT tem reafirmado o comproisso de cumprir o que diz a legislação. Tentamos esclaecer aos clandestinos que nós não conseguiremos resolver o problema deles porque há uma legislação que pede a regularização destes tranportes".

 

De acordo com a SMTT, até hoje pela manhã, 313 veículos irregulares envolvendo táxis lotação, ônibus escolares e carros placa cinza foram apreendidos este ano, destes, 78 só durante o mês de agosto quando uma equipe de fiscalização foi montada especificamente para combater essa situação. O superintendente da SMTT, Nelson Felipe, explicou que o órgão não está fazendo nada mais do que cumprir a lei. 

 

Fotos: Lindivaldo Ribeiro/CS

 

 

 

Você pode querer ler também