ARACAJU/SE, 19 de julho de 2024 , 13:09:50

logoajn1

Tipos de mordida: entenda qual é a sua e quando é necessária a correção

 

Um dos motivos que levam adolescentes e adultos a usarem aparelhos ortodônticos é a mordida errada. Antes de descobrir o problema e iniciar o tratamento, muitas pessoas podem ter a respiração afetada, o sono, a fala e até mesmo a socialização, pela vergonha de se expor. Além dos dentes desalinhados, saber se a sua mordida está ou não correta é importante para você buscar um profissional e avaliar a necessidade de fazer a correção.

O tratamento normalmente é realizado com o uso de aparelhos ortodônticos e além dos benefícios estéticos que um sorriso bonito proporciona, ele também é responsável por alinhar, corrigir a mastigação e auxiliar o sistema gástrico a fazer uma boa digestão, segundo a dentista Claudia Consalter, diretora executiva da OrthoDontic, que esclareceu as principais dúvidas sobre o tema.

Como identificar se estamos com a mordida correta?

Quando se trata de mordida, existem muitos pontos a serem observados, podendo ser comprometida por uma série de disfunções que sinalizam os tipos de má oclusão, popularmente conhecidos como mordida errada, que nos é apresentado.

“A mordida totalmente adequada e funcional é aquela que, em termos técnicos, os dentes ocluem de maneira ideal entre si, ou seja,  quando há o encaixe perfeito entre a parte superior e inferior da arcada dentária, fazendo com que elas se toquem com a mesma pressão”, diz Claudia Consalter.

Quais os principais tipos de mordida errada?

Mordida aberta

A mordida aberta pode causar dores, dificuldade de mastigação e de respiração. Se apresenta de três maneiras diferentes:

  • aberta lateral: falta de pressão entre os dentes inferiores e superiores na lateral da boca;
  • aberta posterior: falta de oclusão entre os dentes posteriores, fazendo com que eles não se encaixem de maneira adequada;
  • aberta anterior: falta de contato entre os dentes anteriores, deixando a boca com aspecto de sempre aberta.

Mordida cruzada

Naturalmente, os dentes superiores devem estar, para uma perfeita oclusão, ligeiramente à frente dos dentes inferiores. Quando isso não ocorre, pode causar um sorriso torto ou, ainda, uma lesão reacional com a bochecha.

Além do prejuízo estético, a mordida cruzada pode ter outros efeitos negativos como o aumento do risco de cáries e de doenças periodontais, pela dificuldade de escovar corretamente os dentes. A mordida cruzada pode se apresentar de duas formas principais:

  • posterior: quando os dentes posteriores superiores “encaixam” exatamente na direção dos dentes inferiores;
  • anterior: quando os dentes superiores ficam atrás dos dentes inferiores, gerando a má oclusão.

Como corrigir a mordida errada?

Para fazer a correção da mordida é necessário a avaliação precisa de um ortodontista de confiança, o tratamento para a correção pode ser executado com êxito. Mas para isso acontecer, é preciso que o paciente procure um lugar especializado e tenha disciplina para realizar as manutenções necessárias indicadas pelo dentista.

Você pode querer ler também