ARACAJU/SE, 17 de julho de 2024 , 14:19:08

logoajn1

Trabalhadores da Saúde do Estado paralisam atividades na terça-feira, 1º

A assembleia geral dos sindicatos da Saúde, ocorrida na quinta-feira (27), no auditório do hospital João Alves, confirmou a paralisação de 24 horas na próxima terça-feira (1º), e um ato público às 8h, no Palácio dos Despachos.

 

Na ocasião, o Movimento Intersindical irá protocolar um documento para o governador do Estado em exercício, Belivaldo Chagas, visando que ele tome uma decisão até o dia 11 de setembro, em relação às pautas específicas que giram em torno da implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV), Reajuste Salarial e os subsídios para as categorias que estão com pendências. 

Caso não haja uma reposta do governador, há um indicativo de greve entre os dias 22 a 24 de setembro de todos os trabalhadores com representações no movimento.

Segundo a presidente do Sindicato dos Enfermeiros do Estado de Sergipe (Seese), Shirley Morales, o Governo queria que houvesse uma comissão para discutir as pautas específicas, mas esta comissão jamais ser reuniu. “Nós não aceitamos ser mais enrolados. Queremos que o governador dê uma resposta e datas em relação aos pleitos das categorias. Iremos fazer também paralisações nos hospitais regionais, sendo que, os que não puderem comparecer nesse ato irão ficar mobilizados em frente aos hospitais de sua lotação original”, explica a sindicalista.

“A tendência é que o movimento avance, porque o grau de insatisfação está muito grande”, completa.

Com informações da assessoria da Seese

Você pode querer ler também