ARACAJU/SE, 19 de maio de 2024 , 2:38:05

logoajn1

Tribunal de Justiça decreta ilegalidade nas paralisações dos delegados de Polícia Civil

Da redação, AJN1

 

O Tribunal de Justiça de Sergipe determinou na última sexta-feira (13), que os delegados de Polícia Civil do Estado suspendam o movimento de paralisação parcial e voltem imediatamente às atividades em horário integral. Desde a semana passada, os delegados estão trabalhando meio período nas delegacias tanto da capital, quanto no interior em protesto ao Governo, que parcelou, pelo terceiro mês seguido, o salário do funcionalismo. 

 

Em sua sentença, o desembargador Alberto Romeu Leite, que decidiu pela ilegalidade do movimento, a paralisação perdeu sentido a partir do momento em que o Governo afirmou pagar os salários integralmente no dia 11 de cada mês. E em caso de descumprimento da decisão, a Justiça determinou que será aplicada multa diária de R$ 10 mil com limite máximo de R$ 200 mil.

 

Nota

Em nota, a Associação dos Delegados de Policia Civil de Sergipe (Adepol) informou que a entidade ainda não foi notificada da decisão da Justiça e, consequentemente, o movimento de paralisação parcial continuará.

 

Assim que forem notificados, os delegados se reunirão em assembleia, mas já está definido que a categoria recorrerá a decisão do Tribunal.  O movimento de paralisação está programado para acontecer até o dia 30 deste mês. 

 
 

A Associação dos Delegados de Polícia de Sergipe disse que ainda não foi notificada da decisão e só vai se manifestar quando for informada oficialmente. 

Você pode querer ler também