ARACAJU/SE, 22 de junho de 2024 , 0:07:58

logoajn1

Universidade Federal de Sergipe vai ter novo campus no município de Estância

 

Como parte do projeto de expansão das universidades, a Universidade Federal de Sergipe contará com um novo campus no município de Estância, localizado no sul sergipano. A conquista da Reitoria da UFS foi anunciada pelo governo federal nesta segunda-feira (10), dentro do novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

A unidade em Estância marca o sétimo campus da UFS, única universidade pública no estado. No total, serão implantados dez novos campi nas cinco regiões do país.

Presente na cerimônia em Brasília, o reitor Valter Santana celebrou o anúncio. “Hoje, nós tivemos o anúncio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre o PAC do ensino superior, e é com muita alegria que a universidade recebe a autorização para instituir mais um campus universitário em Sergipe. Dentro dos critérios técnicos do Ministério da Educação para autorização de um novo campus, o de Estância ficou entre os dez primeiros colocados em todo o Brasil, com o projeto elaborado pela equipe técnica da Prograd junto à equipe de infraestrutura da UFS, respeitando os critérios de expansão da rede das universidades do MEC”.

Pedido de novos campi

Em setembro de 2023, a UFS protocolou junto ao Ministério da Educação (MEC) a proposta de criação de dois novos campi, sendo um em Estância e outro em Propriá. No mesmo mês, o reitor Valter Santana visitou, em comitiva, os municípios para explorar potenciais locais para a sede temporária da UFS.

O projeto visa a ampliar o acesso ao ensino superior nas regiões Sul e Baixo São Francisco do estado. A iniciativa deve potencializar as realidades locais, oferecer novas perspectivas à juventude e impulsionar o desenvolvimento econômico e social das áreas beneficiadas.

“Ainda com relação à expansão, é importante ressaltar que a UFS irá manter o diálogo para buscar também o campus de Propriá, entendendo a importância desse outro polo. Mas temos que celebrar essa primeira conquista porque todo investimento na educação é bem-vindo e ter mais um campus em uma região industrial proporcionará, com a chegada da universidade, a potencialização dessa região”, afirma o reitor da UFS.

O novo campus em Estância inclui o planejamento inicial dos cursos de Administração, Economia, Engenharia de Produção, Engenharia de Fontes Renováveis, Engenharia Química e Gestão Ambiental, todos direcionados às necessidades da região. Esse avanço da UFS promete não apenas abrir as portas para o ensino superior de qualidade, mas também impulsionar o desenvolvimento econômico e social da cidade e da região circundante.

Consolidação da universidade

Durante o anúncio da expansão das universidades, o MEC também comunicou a destinação de recursos para a consolidação das instituições. A ideia é ofertar ainda mais qualidade para o ensino e melhorias no aprendizado.

“Vamos receber mais recursos financeiros para consolidação da universidade, oportunizando diversas ações em todos os campi que venham fortalecer a estrutura atual. Nessa consolidação, nós continuaremos trabalhando para que a universidade seja cada vez mais inclusiva e dê oportunidades para que os alunos permaneçam e que professores e servidores tenham o trabalho cada vez mais reconhecido. Isso fará com que a universidade se fortaleça para ser esse pivô do desenvolvimento local e nacional”, explica Valter.

Fonte: Ascom UFS

Você pode querer ler também