ARACAJU/SE, 3 de março de 2024 , 18:36:56

logoajn1

Verão seguro: Especialistas alertam para cuidados essenciais em tempos de calor intenso

 

Com as recentes ondas de calor intenso e com a proximidade do verão, é fundamental redobrar a atenção com a alimentação e hidratação, especialmente quando se trata das faixas etárias mais vulneráveis, como crianças e idosos. Especialistas alertam para a importância de cuidados específicos durante esse período, visando garantir o bem-estar e a saúde.
Valter Costa, coordenador do curso de nutrição no Centro Universitário Estácio de Sergipe, destaca a necessidade de ajustar a dieta para enfrentar as altas temperaturas. “Algumas pessoas extrapolam na comida e optam por opções menos saudáveis, como refrigerantes, sorvetes em excesso e bebidas com álcool geladas. O álcool, além de não ter dose segura, pode auxiliar na desidratação”, explica. “É importante ampliar o consumo de outras opções como água de coco, chá gelado, sucos naturais sem adição de açúcar e, especialmente, frutas como melancia, abacaxi e melão, que têm maior quantidade de água é uma estratégia interessante para auxiliar na hidratação”.
Ao falar sobre hidratação, o especialista ressalta ainda que é importante não esperar ter sede para tomar água. O ideal é se manter hidratado durante todo o dia, de modo a auxiliar o corpo a lidar com as altas temperaturas. “Para facilitar a visualização e o consumo de água, recomendo andar sempre com uma garrafinha próximo”, destaca o profissional.
Já Rita Porto, coordenadora do curso de enfermagem da Estácio Sergipe, reforça a importância do cuidado com a pele neste período de sol intenso. “É importante beber bastante água e usar protetor solar”, recomenda. “Além disso, é importante evitar produtos cosméticos que contenham ácidos quando for se expor ao sol, pois o risco de reações alérgicas é bastante elevado”, complementa.
Para as crianças, e idosos, Rita salienta ainda que existe um horário ideal para a exposição ao sol, para que não haja maiores danos: “Os melhores horários são de manhã cedo, das 6h às 10h e a partir das 16h, quando o sol está mais baixinho. O sol é muito importante e auxilia no nível de vitamina D, mas a gente precisa saber o tempo de ficar exposto a ele, para não ter insolação, queimaduras ou desidratação”.
A combinação de uma alimentação balanceada, rica em nutrientes e adaptada às necessidades específicas de cada faixa etária, aliada à hidratação adequada e cuidados com a exposição ao sol, é fundamental para garantir o bem-estar neste período desafiador e para poder aproveitar o calor de forma responsável e segura.

Você pode querer ler também