- 06/07/2015 - 21:24

Bandidos trocam tiros com a polícia após assaltar banco do Bradesco em Socorro

 

 
 

Mais uma agência bancária foi assaltada nesta segunda-feira (6). Desta vez, os bandidos levaram cerca de R$20 mil do Bradesco, localizado no conjunto Parque dos Faróis, município de Nossa Senhora do Socorro.

A Polícia Militar chegou na agência no momento em que os assaltantes estavam dentro do banco. Eles fizeram reféns e trocaram tiros com os policiais. "Inclusive um deles está ferido", disse o policial Oscelo Cruz.

Os criminosos seguraram duas pessoas como reféns e as conduziram até um um veículo, um Jeta branco. Em seguida, abandonaram os reféns e fugiram. O carro, com placa de Recife (PE), foi encontrado no Bairro América com vestígios de sangue.

O assessor de comunicação da Polícia Militar, comandante Paiva, disse que a PM tem realizado estratégias para se antecipar aos assaltos, mas não consegue êxito. “Os assaltantes, em alguns casos, colocam grampos nas estradas para neutralizar as viaturas. São ações rápidas e planejadas. A pergunta que não quer calar: essas pessoas quando, são apreendidas pela polícia, elas continuam presas? Não! Nossa legislação não permite que elas fiquem presas por muito tempo e voltam a cometer esses crimes”.

Ainda é prematuro, segundo Paiva, dizer que esse grupo criminoso seja responsável pelos outros assaltos ocorridos em Arauá, Japaratuba e Capela.

Frequência

Com mais essa ação em Socorro, chega a quatro o número de agências bancárias assaltadas no interior de Sergipe em menos de uma semana. Na sexta-feira (3), uma agência do Banco do Brasil em Arauá; na madrugada do último sábado (4); o Banese também foi alvo dos bandidos; e hoje pela manhã, também uma do Bradesco, em Capela, teve seus caixas eletrônicos explodidos.

Segundo a SSP, o número de explosões a cashs eletrônicos chega a 12 em 2015, mas só em duas oportunidades os criminosos conseguiram levar dinheiro. Se for confirmado que o cash foi levado, esta será a terceira.

Matéria atualizada às 18h para acréscimo de informação.

Foto: Internalta