LÍNGUA AFIADA - 05/02/2020 - 17:45

Jackson faz duras críticas a delegada Danielle Garcia

Da redação, AJN1

O ex-governador de Sergipe, Jackson Barreto (MDB), concedeu entrevista ao Jornal da Fan na manhã dessa quarta-feira (5), como objetivo de fazer uma análise da atual conjuntura política neste ano de eleições municipais. Aos 75 anos de idade e sem exercer cargo público desde 2018, o emedebista aproveitou a ocasião para tecer duras críticas à delegada Daniele Garcia, pré-candidata a prefeitura de Aracaju pelo partido Cidadania. 

Sem papas na língua, Jackson lembrou que, em seu governo (2014-2018), nomeou Daniele para a chefia do Departamento de Crimes Contra a Ordem Tributária (Deotap), sem interferir nas investigações. Ele afirmou ainda que a delegada “brigava” para aumentar o valor do cargo em comissão. 

“Eu a nomeei. Fui eu quem equipou o Deotap, que ela conduziu sem qualquer interferência minha nas investigações. Ainda vem dizer que meu governo foi desastroso. Por que ela não saiu dele? Ela tinha um cargo em comissão e brigava por ele, inclusive, para que aumentasse seu valor”, bramiu.

O ex-governador, que ainda não se decidiu se vai trabalhar para a campanha de reeleição do prefeito Edvaldo Nogueira, também disse que a delegada, a qual exercia recentemente uma função no Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional da Secretaria Nacional de Justiça do Ministério da Justiça, é apoiadora do presidente Jair Bolsonaro e que os aracajuanos precisam ficar atentos ao que ela fala. 

“Essa moça precisa se mancar e assumir que é apoiadora do Governo Bolsonaro. O que é que ela conhece sobre o funcionamento da cidade? Falar, todo mundo fala, mas de um carguinho todo mundo também gosta. Portanto, o povo precisa estar atento ao que ela fala e o que realmente acontece”, criticou.

Resposta

O portal AJN1 procurou a assessoria de comunicação da pré-candidata Daniele Garcia para comentar o assunto, mas até o fechamento desta matéria, a nota não foi enviada.