ARACAJU/SE, 20 de julho de 2024 , 0:32:00

logoajn1

TRE retoma oitivas com testemunhas do caso de subvenção social da Alese

 

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE/SE) passa a ouvir, a partir desta quinta-feira, 02 de julho, as testemunhas referidas nos processos de irregularidades no repasse e na aplicação de verbas de subvenção social da Assembleia Legislativa de Sergipe indicadas pela Procuradoria Regional Eleitoral. 

A partir das 8h, serão ouvidos pelo juiz Fernando Escrivani Stefaniu Alessandra Santos Menezes, Luiz Carlos Santos Filho, Edivânia Menezes, que estão relacionados à Associação Sergipana dos Produtores de Eventos (Aspe), e Laelson Edmilson Costa Santos e Allisson Teles Costa, ligados à Associação de Moradores Carentes de Moita Bonita.

No período da tarde, partir das 16h, serão ouvidos Ana Paula Menezes, da Associação de Moradores de Malhador, Ângelo Leonardo Martins e Wendel Martins, ligados à Associação de Moradores e Amigos do Bairro Nova Veneza e João Bosco de Brito, Laelson Menezes e Dielson Tadeu Leite, relacionados à Associação Comunitária Beneficente Dona Caçula.

Relembre o caso

Em dezembro de 2014, a Procuradoria Regional Eleitoral em Sergipe (PRE/SE) ajuizou 25 ações contra 23 deputados da legislatura vigente à época na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), por irregularidades no repasse e na aplicação de verbas de subvenção social. Também foi processada a ex-deputada e atual conselheira do Tribunal de Contas do Estado, Suzana Azevedo. Além de os valores terem sido repassados ilegalmente, por conta de proibição na legislação eleitoral, o levantamento inicial identificou pelo menos R$ 12,4 milhões desviados de sua finalidade.

 

 

 

 

 

Você pode querer ler também