Cresce o número de pessoas sem carteira assinada em Sergipe

Da redação, AJN1

Das 806 mil pessoas ditas ocupadas em Sergipe, 223 mil trabalhavam com carteira assinada em junho. Em maio, eram 236 mil pessoas. Já em relação a pessoas que trabalham no setor privado, porém, sem carteira de trabalho assinada, de maio a junho esse número saiu de 121 mil pessoas a 127 mil. Os dados constam na pesquisa Pnad Covid-19, divulgada pelo IBGE esta semana.

Em relação aos grupamentos de atividades, o setor de agricultura, pecuária, produção florestal, pesquisa e aquicultura aumentou o número de pessoas ocupadas de maio a junho (de 106 mil para 114 mil).

Outro grupo que apresentou aumento foi de comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas (de 140 mil para 145 mil). Porém, a maioria dos grupos apresentou queda. Dentre as mais expressivas está o de serviços domésticos (de 50 mil para 45 mil), Construção (57 mil para 49 mil) e indústria em geral (de 68 mil a 65 mil).