Belivaldo acredita que só Bolsonaro poderá reverter hibernação da Fafen

Da redação, AJN1

O governador Belivaldo Chagas (MDB) externou apreensão nesta sexta-feira (15), durante a abertura dos trabalhos na Assembleia Legislativa, com relação ao processo de hibernação da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen/SE). Para ele, o fechamento do polo da Petrobras em Sergipe e Bahia está nas mãos do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Em seu discurso, Belivaldo voltou a frisar que o Estado aguarda decisão judicial a respeito da ação impetrada no último dia 8, ao tempo em que intensificou contatos com o governo Federal para que a Fafen retorne ao funcionamento normal até que se concretize a transferência para o setor privado, que é o objetivo pretendido pela Petrobras.

“Destaco, aqui, o momento grave que atravessamos, em consequência da decisão equivocada tomada pela Petrobras em relação à  Fafen, matriz essencial de uma ampla cadeia produtiva. As indústrias de fertilizantes que utilizavam os insumos fornecidos pela Fafen estão ameaçadas, a frota de caminhões empregada no transporte dos produtos aqui gerados está sendo desativada, a economia da região da Cotinguiba beirando uma situação de colapso. Sergipe não poderá desunir-se neste instante. Acreditamos firmemente que o presidente Jair Bolsonaro, após uma análise mais detida do problema, tomará a esperada decisão, revertendo uma medida fora dos parâmetros da lógica econômica”, disse.

Oposição

Vale lembrar que Belivaldo fez oposição à campanha de Bolsonaro à Presidência da República nas eleições de 2018, e as chances de o pedido ser rejeitado são maiores.