- 11/10/2019 - 17:28

Logística Celestial

 

Na logística, aprendemos que um CD (Centro de Distribuição) foi criado com o propósito de atender a necessidade de haver uma distribuição mais eficiente, flexível e dinâmica de produtos. Compartilha-se, assim, a redução de custos por entre as entidades cooperantes na distribuição dos produtos e evita-se pontos de estrangulamento, entre outras vantagens do trabalho em parceria. Geralmente, vemos esses grandes armazéns localizados na entrada de algumas cidades, para que haja eficácia quanto ao transporte dos produtos. Assim, as lojas não precisam ter um estoque muito grande – o que facilita o seu trabalho – e também não precisam recorrer sempre à fábrica, que geralmente está estabelecida em local distante.

Quando penso nisso, me ocorre que há uma Logística Celestial, ou seja, quando os céus constatam que somos pessoas que sabemos distribuir as bênçãos de nossa vida com outras pessoas, então eles começam a nos abastecer. Deus nunca nos dará algo que se encerre apenas em nós mesmos, mas, com certeza, quando nos dá algo, visa com isso abençoar outras pessoas. Será que temos tido esse entendimento, ou temos apenas o conceito da generosidade como uma decisão de um coração bondoso? Na verdade, devemos entender como uma obrigação o ato de repartir. Repartir a nossa alegria, o nosso conhecimento, o nosso tempo, os nossos recursos, pois para isso somos abençoados, para que possamos abençoar outros também. O interessante é que às vezes essa distribuição pode parecer pequena aos nossos olhos, mas para quem recebe o que entregamos pode ter um significado excepcional.

Aprendi a observar que na vida não existem coincidências e nem acaso, mas sim, providência divina. Portanto, estamos onde estamos por um propósito de Deus, seja no cargo que ocupamos, pela influência que temos, pelos recursos que possuímos; tudo isso deve ser colocado a serviço de alguém. Interessante também é que isso tudo é como o processo do poço de água: quanto mais você tira água, mais água o poço tem. Assim, será com aqueles que entendem que vieram a esse mundo para servir. Quanto mais abrirem o coração para ajudar, para cuidar do outro, para enxergar o outro (e não apenas o próprio umbigo), mais receberão dos céus. A logística divina vai funcionar na vida dessas pessoas e elas terão seu armazém de bênçãos lotado para que possa atender os que estão à sua volta.

Meu filho, não se esqueça da minha lei, mas guarde no coração os meus mandamentos, pois eles prolongarão a sua vida por muitos anos e lhe darão prosperidade e paz. Que o amor e a fidelidade jamais o abandonem; prenda-os ao redor do seu pescoço, escreva-os na tábua do seu coração. Então você terá o favor de Deus e dos homens, e boa reputação. Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apoie em seu próprio entendimento; reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e ele endireitará as suas veredas. Não seja sábio aos seus próprios olhos; tema ao Senhor e evite o mal. Isso lhe dará saúde ao corpo e vigor aos ossos. Honre o Senhor com todos os seus recursos e com os primeiros frutos de todas as suas plantações; os seus celeiros ficarão plenamente cheios, e os seus barris transbordarão de vinho. Provérbios 3:1-10.

Comece a observar e a entender o que você pode fazer por pessoas que estão à sua volta. Ninguém tem tão pouco que não possa oferecer algo, assim como ninguém tem tanto que não precise receber alguma coisa.

Um forte abraço e até a próxima se Deus disser que sim!