Atos de vandalismos prejudicam usuários do transporte coletivo

Além de comprometer a segurança de usuários e rodoviários, os atos de vandalismo praticados contra os veículos que fazem o transporte coletivo na capital e Grande Aracaju geram prejuízos não só para as empresas, mas principalmente para população que tem reduzida o número de ônibus circulando nas ruas.

 

Em 13 dias, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Município de Aracaju (Setransp) registrou 15 casos de vandalismo que tiveram como alvos ônibus que fazem as linhas Santa Maria/Mercado, São Cristóvão/Osvaldo Aranha, Tijuquinha/Desembargador Maynard e Bugio/Atalaia.

 

Alguns veículos foram apedrejados e tiveram janelas e parabrisas quebrados. Em outros casos as portas de embarque e desembarque foram danificadas pela ação de vandalos que viajavam como passageiros. Com isso a população acabou prejudicada com a retirada dos veículos que precisaram passar por reparos.

 

Assaltos

 

Neste mesmo período, 86 casos de assaltos a ônibus ocorreram na capital e Grande Aracaju. O sistema do transporte continua, em parceria com a polícia, registrando todas as ocorrências na Delegacia Especializada no Combate a Assaltos e no sistema de boletim on-line da Polícia Militar, fornecendo também as imagens dos assaltos registrados por câmeras internas nos ônibus. A parceria tem contribuído para com a prisão de vários assaltantes.